Notícias em tempo real

Loading...

terça-feira, 12 de julho de 2011

A namorada do Ministro, visitante ilustre e permuta de terreno.


Ah! O amor.
O Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, tem visitado muito o Piauí. O que move Padilha não é propriamente o trabalho, mas o namoro com a jornalista (18 aninhos mais jovem), Mila Neiva Ferreira (22 anos), que conheceu o Ministro quando trabalhava na Secretaria de relações institucionais , pasta de Padilha. Foi secretária do homem e hoje trabalha na vice-presidência do PMDB, na Câmara dos Deputados.
O namoro tem levado o Ministro ao Piauí com muita frequência. “Adoro o Piauí”, diz um derretido Alexandre sobre a terra da amada.
Mila é filha de Tunas Ferreira, Diretor de habitação da Caixa Econômica Federal.

José Dirceu em Campina Grande
E por falar em visitante ilustre, Campina Grande foi a casa do ex-ministro José Dirceu por longo período, durante a campanha eleitoral de 2010. Fonte do Rio Grande do Norte diz que o homem ficou hospedado no Garden hotel. Disfarçado, barbudo, irreconhecível. Nem mesmo os funcionários sabiam a identidade de José Dirceu. Mas, de lá, operava o esquema da campanha de Dilma, para a Paraíba e vários estados do Nordeste, inclusive, o vizinho, RN.
Isso explica tanta coisa...

Governador da Paraíba bate boca com mais um. O ato é feio e o motivo, pior ainda.
É um tormento a necessidade que essa gente tem de brigar. Agora, RConfusão partiu para a briga com o ex-deputado Gilvan Freire em plena entrevista na TV Master. Precisa aprender que os que estão no poder podem, eventualmente, ser alvo de críticas e interpelações, sobretudo, em debates.
O motivo da confusão foram os questionamentos sobre o tal terreno que será permutado para facilitar ao pobrezito do Roberto Santiago fazer novo shopping, em João Pessoa.
De acordo com relatório, apresentado pelo presidente do Creci, Rômulo Soares, em entrevista coletiva, a área onde está localizada a Academia de Polícia, em Mangabeira, vale R$ 71 milhões e a de propriedade privada, no Ernesto Geisel, apenas R$ 7 milhões. Ou seja, o Estado dar um terreno e recebo outro dez vezes mais barato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário